O Totem do Coelho


O Coelho ensina sobre empatia e aceitação da própria natureza. É um inquestionável símbolo de fertilidade e abundância, que trás consigo grandes lições sobre respeito pela vida que nutre a carne.


O Totem do Coelho e as Tribos Nativo Americanas


O Coelho é visto como o trapaceiro por algumas tribos nativas americanas por causa do herói Nanabozho, que geralmente aparece na forma de um coelho. Em sua forma de coelho, Ele é chamado de Mishaabooz ("Grande coelho" ou "Lebre") ou Gitchii-waabooz ("Grande coelho"). Ele foi enviado à Terra por Gitche Manitou para ensinar os Ojibwe. Uma de suas primeiras tarefas foi nomear todas as plantas e animais. Nanabozho é considerado o fundador da Midewiwin . Ele é o inventor da pesca e dos hieróglifos. Esta figura histórica é um metamorfo e um co-criador do mundo.


O poema épico de Henry Wadsworth Longfellow, The Song of Hiawatha , é uma releitura de várias histórias de Nanabozho baseadas em pesquisas conduzidas por Henry Rowe Schoolcraft .


Entre as Tribos da América Central, os coelhos são símbolos de fertilidade; na mitologia Asteca, os coelhos eram associados ao pulque (um tipo de bebida alcoólica tradicional) e à embriaguez e promiscuidade.


Além disso, os coelhos são usados como animais do clã em algumas culturas nativas americanas. As tribos com clãs de coelho incluem os Hopi (cujo clã do coelho se chama Tapngyam ou Taf-wungwa) e os Shawnee. A tribo Kiowa também tinha um clã do coelho (chamado Kasowe) como uma de suas quatro sociedades cerimoniais, cujos membros eram todos crianças e adolescentes. E a Dança do Coelho é uma das danças sociais importantes para as tribos nativas americanas das florestas do nordeste e das planícies do norte, que pode ser vista em alguns powwows intertribais hoje.


Aqui estão algumas divindades nativo americanas ligadas ao Coelho:


Aplikmuj (Micmac)

Great Hare (Algonquin)

Ji-Stu (Cherokee)

Little Hare (Ho-Chunk)

Mateguas (Abenaki)

Nanabozho (Anishinabe)

Ometotchtli (Aztec)

Rabbit-Boy (Sioux)

Trickster Rabbit (Southeastern tribes)

Tschimammus (Lenape)


PRESAS E PREDADORES


Ao se trabalhar com animais totêmicos deve-se separar muito bem as coisas. Uma dura lição que aprendi foi que Totens de animais Presas e Totens de animais Predadores não se misturam. Você até pode conseguir por um tempo, mas não terá grandes resultados e nem avanços pois alguns animais simplesmente se recusam a atender as preces ou mesmo de trabalhar junto do magista nesse caso. Com o passar do tempo você vai perceber que isso bloqueará E MUITO a sua energia.


Uma coisa que quero deixar bem clara é que não existe lado mais forte nem lado mais fraco, não existe disputa entre Predadores e Presas. É questão de saber separar as linhas da magia. Da mesma forma que angélicos e daemons não se misturam, Predadores e Presas também não.


Uso esta nomenclatura de Presa e Predador pois foram os melhores nomes que encontrei para tal fim, visto que o que classifica qualquer uma das partes não é a dieta do animal (herbívoros e carnívoros) e sim seu comportamento no plano físico. Um antílope é caçado e serve de alimento para guepardos, por exemplo, logo o Totem do Antílope é um Totem Presas e o do guepardo um Totem Predador.


Então se o magista vai seguir a linha de animais totêmicos, antes de qualquer coisa, é necessário descobrir qual é seu animal Totem (ou Animal de Poder). Se seu Animal de Poder for Presa, então trabalhe apenas com Presa, se for Predador, então trabalhe apenas com Predadores.


Saiba como descobrir o seu Animal Totem CLICANDO AQUI.


Se você já vem trabalhando com os dois lados e sentiu sua energia bloqueada ou que suas preces não estão sendo atendidas, uma orientação que dou é: Faça uma prece agradecendo a cada um dos Totens que você está trabalhando e os dispense respeitosamente. Depois disso trabalhe apenas com os animais dentro da linha que corresponde com o seu Totem Pessoal (Presa ou Predador).


A título de curiosidade, até existe a possibilidade de um magista trabalhar com ambas as linhas. Entretanto é necessário muito estudo, muita prática, muito cuidado (a alimentação do magista influência na linha de trabalho também) e muito vínculo com a egrégora para conseguir tal feito. Não é algo que se alcança da noite para o dia, se você busca este caminho procure orientação com o seu animal Totem.


Saiba mais sobre Totens Presa e Predadores CLICANDO AQUI.


A MEDICINA DO COELHO


A Medicina do Coelho está ligada á muitas questões interessantes para a vida humana, como por exemplo a abundância que pode ser aplicada no âmbito financeiro; e a promiscuidade que pode ser usada para conseguir parceiros(as) sexuais (para esse último, não se esqueça de usar bastante proteção pois junto com a promiscuidade do Coelho vêm também a fertilidade, a não ser que seja esse o seu objetivo).


É claro que pensar apenas nesses dois pontos é limitar e muito o potencial desta Entidade. Existe muito mais a ser explorado e desvendado quando se consegue trabalhar em parceria com o Totem do Coelho.


Potencialize sua prática, visite nossa LOJA. Clique aqui!


Para mim, a lição mais importante que Ele me ensinou foi sobre empatia, literalmente sentir a dor do outro. Isso é uma coisa que te muda para sempre num grau que eu não consigo colocar em palavras, mas que me ajudou muito a potencializar a minha prática.


RESUMO DA MEDICINA DO COELHO

  • Percepção

  • Fertilidade

  • Promiscuidade

  • Despistar os inimigos

  • Aceitação

  • Empatia

  • Camuflagem

  • Trapassa

  • Encontrar parceiros(as) sexuais

  • Abundância

  • Intuição

  • Boa Sorte


CORRESPONDÊNCIAS


Estrela: Alpha Leporis

Instrumento: Tambor

Elemento: Água, Terra

Signo do Zodíaco: Cancer, Touro, Libra, Virgem, Gêmeos

Planeta Regente: Lua, Vênus, Mercúrio

Dia da Semana: Segunda-Feira, Quarta-Feira, Sexta-Feira

Metal: Prata, Cobre, Mercúrio

Ervas: Margarida-dos-campos, hissopo, Alface comum, limeira, mandrágora, cogumelos, murta, noz-moscada, papula, milho, abóbora-moranga, cúrcuma, agrião, lírio-branco, poejo, cenoura, aipo, funcho, feno-grego, endívia, linho, madressilva, lavanda, alcaçuz, manjerona, amora, aveia, orégano, salsa, losna, amêndoa, hortelã, artemísia, rosa, tomilho, violeta

Árvore: Bétula, salgueiro, avelã


Potencialize sua prática, visite nossa LOJA. Clique aqui!


CONSIDERAÇÕES:


Este texto faz parte de um grande estudo realizado por mim Cristalwolf, estou deixando meu grimório aberto no intuito de instruir e disseminar conhecimento a respeito das áreas das minhas pesquisas e práticas. Sendo assim, podem haver algumas atualizações ao longo do tempo (de acordo com os avanços dos meus estudos). Peço por gentileza para que se for utilizar qualquer parte deste grimório, para citar a fonte. Gratidão e Boa Prática!