Mulher Novilha Búfala Branca PtesanWi


Fotografia: Dennis Jarvis

Mulher Novilha Búfala Branca PtesanWi (Pronúncia em inglês: Thesan Why) (Lakȟótiyapi: Ptesáŋwiŋ) ou Donzela Búfala Branca é uma Deusa importante para a religião de alguns povos nativo norte americanos, em especial o povo Lakota.


Antes de continuar a falar sobre PtesanWi, é importante lembrar que o búfalo norte-americano (também chamado de bisão) é diferente do búfalo brasileiro que é originário da África.


Saber a diferença entre um e outro é importante principalmente para quem trabalha com Totens. Apesar de parecidos, são animais totalmente diferentes.


HISTÓRIA


Segundo a história tradicional, há 19 gerações atrás (aproximadamente 2000 anos), houve uma época de grande fome e escassez. Por este motivo o chefe dos Lakota enviou dois batedores para caçar búfalos, em busca de comida nas sagradas Black Hills de Dakota do Sul.


Durante o percurso, eles viram uma nuvem branca à distância. Ao se aproximarem viram que era um bezerro de búfalo branco que logo transformou-se em uma donzela nativa vestida de pele de veado branca. Ela tinha cabelos, pele e olhos escuros e uma beleza estonteante.


Arte de: KEITH POWELL

O vê-la, um dos homens encheu-se com pensamentos maliciosos e desejos por ela. Determinado, disse a seu companheiro que tentaria reivindicá-la como esposa. A jovem lhe disse para dar um passo à frente. E quando ele o fez, uma nuvem negra cobriu seu corpo, e quando desapareceu, o rapaz havia ficado sem carne ou sangue em seus ossos.


Potencialize sua prática, visite nossa LOJA. Clique aqui!


Assustado, o moço sobrevivente, se ajoelhou começando a orar. Mas a sagrada donzela acenou para que ele avançasse, dizendo-lhe que nenhum mal lhe aconteceria, pois Ela podia ver em seu coração e ele não tinha as maldades que o outro homem tinha. Enquanto a mulher falava Lakota, o rapaz entendeu que ela era uma de seu povo.


A mulher explicou que era wakȟáŋ (wakan, sagrada). E que se ele seguisse suas instruções, seu povo teria abundância novamente. Então disse-lhe para voltar e avisar que em quatro dias Ela traria um Embrulho Sagrado. O batedor obedeceu, e ao voltar para casa reuniu todos os anciãos e todos os líderes e todas as pessoas em um círculo instruindo-lhes.

Arte de: HarttoHeart

No quarto dia, conforme prometido, Ela os visitou. Dizem que uma nuvem desceu do céu e dela saiu um filhote de búfalo branco. Ao rolar no chão, a novilha se levantou e se tornou uma bela jovem que carregava o Embrulho Sagrado nas mãos.


Ao entrar na aldeia, Ela cantou uma canção sagrada e entregou o Embrulho Sagrado para as pessoas que estavam lá. Ela passou quatro dias entre o povo ensinando-lhes sobre o Embrulho Sagrado, o significado dele e as Sete Cerimônias Sagradas:


As Sete Cerimônias são:

  • Inípi (pavilhão de purificação)

  • Haŋbléčheyapi (clamando por visão)

  • Wiwáŋyaŋg Wačhípi (Dança do Sol)

  • Huŋkalowaŋpi (formação de parentes)

  • Išnáthi Awíčhalowaŋpi (cerimônia da puberdade feminina)

  • Tȟápa Waŋkáyeyapi (lançamento da bola)

  • Wanáǧi Yuhápi (guarda da alma)

  • Cada parte do čhaŋnúŋpa (haste, tigela, fumo, hálito e fumaça) é um símbolo das relações do mundo natural, os elementos, os humanos e os seres espirituais que mantêm o ciclo do universo.


Mulher Novilha Búfala Branca PtesanWi também ensinou ao povo as canções e os métodos tradicionais além das Sete Cerimônias. Dizendo que enquanto essas cerimônias fossem realizadas, eles sempre seriam os zeladores e guardiões da Terra Sagrada. Desde que cuidassem da terra e a respeitássem, o povo jamais pereceria.


Potencialize sua prática, visite nossa LOJA. Clique aqui!


Quando Ela terminou de ensinar, saiu por onde veio. E, ao sair, voltou-se e disse ao povo Lakota que um dia voltaria para buscar o Embrulho Sagrado que havia deixado com eles e que o povo nativo tem até os dias de hoje. O Embrulho Sagrado é conhecido como čhaŋnúŋpa (Chanunpa) Cachimbo do Búfalo Branco porque foi trazido pela Mulher Novilha Búfala Branca PtesanWi. É mantido em um local sagrado na reserva indígena Cheyenne em Dakota do Sul, mantido por um homem que é conhecido como o guardião do Cachimbo do Búfalo Branco, e seu nome é Arvol Looking Horse.


Chefe Arvol Looking Horse (nascido em 1954) é um líder espiritual Lakota americano. Ele é o 19º guardião do Cachimbo e Embrulho Búfalo Branco Sagrado.

Ela prometeu voltar e fez algumas profecias naquela época. Uma dessas profecias era que o nascimento de um bezerro de búfalo branco seria um sinal de que estaria próximo o tempo em que Ela voltaria novamente para purificar o mundo . O que ela quis dizer com isso é que Ela traria de volta harmonia e equilíbrio, espiritualmente.


A deusa: Mulher Novilha Búfala Branca PtesanWi

Arte de: Sami-edelstein

PtesanWi, tráz consigo abundância e ensinamentos cruciais para manter aquilo que é ganhado. Se você procura formas de cultuá-la, sabia que sua correspondência tem muita similaridade com o Totem do Búfalo, isso porque Ela é um dos aspectos deste poderoso Totem. Você pode encontrar mais detalhes acessando a postagem sobre o Totem do Búfalo, basta clicar aqui.


De qualquer forma, deixarei um breve resumo:

RESUMO DA MEDICINA DO BÚFALO

  • Auxílio na agricultura e crescimento de plantas em geral

  • Sabedoria ancestral

  • Firmamento de intento

  • Gratidão

  • Abundância

  • Saúde

  • Espiritualidade

  • Pacificação

  • Vigor

  • Justiça

CORRESPONDÊNCIAS


Ponto Cardeal: Norte

Elemento: Ar e Fogo

Signo do Zodíaco: Leão

Planeta Regente: Sol

Dia da Semana: Domingo

Chakra: Plexo Solar

Metal: Ouro

Ervas: Sálvia, tabaco, fumo, cálamo, cedro, quelidônio, centáurea-menor, camomila-romana, camomila dos alemães, cinamomo, ênula-campana, eufrásia, olíbano, gengibre, videira, junípero, loureiro, erva-cidreira melissa, calêndula, visgo, maracujá, peônia, fúnquia, rosa boticário, alecrim, arruda, açafrão, hipericão, drósera, girassol

Árvore: Carvalho

Minerais: Citrino, pirita, alabastro

Corpo: Coração


Curiosidade:


Quando os missionários católicos romanos ficaram pela primeira vez entre os Lakota, suas histórias da Virgem Maria e Jesus foram associadas à lenda da Mulher Novilha Búfala Branca PtesanWi. A prática sincrética de identificar Maria com PtesanWi e Jesus com o chanunpa continua entre os cristãos lakota até hoje.


Referências e fontes:


  1. Ullrich, Jan. (2008). New Lakota Dictionary. Lakota Language Consortium. ISBN 0-9761082-9-1."