• Cristalwolf

5 - Princípio de Ritmo - Os 7 princípios herméticos

Atualizado: 27 de Jan de 2019


O universo é executado por leis naturais. Maçãs caem. Pássaros voam. Vivemos. Morremos. Entretanto, quando tomamos tempo para entender essas leis, podemos usá-las e aproveitá-las à nosso favor. Podemos, por exemplo, trabalhar com a gravidade para voar, usar o conhecimento de que um dia vamos morrer para se viver uma vida melhor, e é claro, também podemos praticar magia.


Desde o início da civilização, os mais sábios de nós se uniram para descobrir quais são essas leis naturais, para que pudéssemos aprender com elas e usá-las para experimentar mais felicidade, significado e controle sobre nossas vidas.


Hoje em dia, você pode encontrar manifestações desta busca em livrarias e pela internet de forma paga ou gratuita com toda a facilidade do mundo. Entretanto, há quase 2.000 anos atrás, quando esses temas e idéias matavam por heresia e blasfêmia, estes temas eram discutidos em tons sussurrados e passados ​​apenas de um mestre para o aluno em momentos de extrema confiança.


No entanto, através de esforços de preservação, somos capazes de olhar para o nosso passado filosófico, que levou a uma maior compreensão global do universo, o nosso lugar nele, e catalisou o renascimento criativo italiano, influenciou o Revolucionários americanos, e que agora aparece em grande parte da mídia moderna de crescimento e aperfeiçoamento pessoal: Essa tradição é o hermetismo e seus 7 princípios.


OS 7 PRINCÍPIOS HERMÉTICOS


" Tudo tem fluxo e refluxo; tudo ,em suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação." - O CAIBALION

Conhecer os Sete Princípios em que se baseia toda a Filosofia hermética é essencial para qualquer bom praticante de magia, são os seguintes:

  1. O Princípio de Mentalismo.

  2. O Princípio de Correspondência.

  3. O Princípio de Vibração.

  4. O Princípio de Polaridade.

  5. O Princípio de Ritmo.

  6. O Princípio de Causa e Efeito.

  7. O Princípio de Gênero.

Ao longo do tempo faremos matérias sobre cada um dos Sete Princípios de forma que possam (e vão) ser explicados e explanados individualmente aqui. Começaremos hoje com:


5. O Princípio de Ritmo


“ Tudo tem fluxo e refluxo; tudo ,em suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação.” – O CAIBALION

Entre os pólos opostos do princípio da polaridade, está o balanço do pêndulo do princípio do ritmo. Este princípio incorpora a verdade de que tudo existe em um movimento medido, daqui para lá, movendo-se para dentro e para fora, balançando para trás e para frente, a ascensão e queda das marés, vazando e fluindo e nunca verdadeiramente assentadas. Nunca parando, sempre mudando.


Este princípio controla o ciclo de vida e morte, criação e destruição, ascensão e queda e, claro, manifesta-se em nossos estados mentais.


Quando você estiver sintonizado com o Princípio do Ritmo e entender que todo estado mental existe em Ritmo, sempre fluindo e diminuindo, você pode aprender a usar esse princípio a seu favor polarizando-se no grau desejado. Então, através da consciência deste princípio e como ele se manifesta, mantendo-se lá para impedir que o pêndulo o leve de volta ao seu extremo.


Imagine ir a um evento que você sabe ter muito significado emocional para você e verificar-se lá. Sabendo, você está experimentando uma alta e que este estado é insustentável, você pode ter tempo para a transição para evitar que você caia, sabendo que o Princípio do Ritmo está afetando ou afetará você. Da mesma forma, com momentos de estresse e tristeza, dando-se tempo para voltar à posição neutra antes de subir novamente.


Tenha em mente que as coisas que você perde voltarão e que as coisas que você possui agora desaparecerão mais tarde.


Ser capaz de se apropriar dessas transições suaves pode ser a diferença entre os dias de recuperação (mental, física e emocional) e períodos de graça suaves entre os tempos de intensidade. Saber quando recuar e quando retornar é uma das muitas chaves para o autodomínio.


Através da consciência aumentada adquirida pela compreensão deste princípio, você pode experimentar estados transcendentais de consciência para elevar-se acima do movimento do pêndulo. Ritmo terá um efeito em você de uma forma ou de outra, mas com consciência você pode usá-lo para impulsioná-lo para frente e levá-lo de volta à recuperação.

Todas as pessoas que experimentam o autodomínio fazem isso em algum grau, mas aqueles que exercem sua vontade sobre esse princípio são capazes de agir a partir de um lugar de propósito, em oposição a deixar que o pêndulo os faça reagir.


Esta lei é manifesta na criação e destruição dos mundos, na elevação e na queda das nações, na vida de todas as coisas, e finalmente nos estados mentais do homem (e é com estes últimos que os Hermetistas reconhecem a compreensão do Princípio mais importante). Os Hermetistas compreenderam este Princípio, reconhecendo a sua aplicação universal, e descobriram também certos meios de dominar os seus efeitos na própria mente com o emprego de fórmulas e métodos apropriados. Eles aplicam a Lei Mental de Neutralização. Eles não podem anular o Princípio ou impedir as suas operações, mas aprenderam como se escapa dos seus efeitos na própria pessoa, até um certo grau que depende do Domínio deste Princípio. Aprenderam como empregá-lo, em vez de serem empregados por ele.


Neste e noutros métodos consiste a Arte dos Hermetistas. O Mestre dos Hermetistas polariza-se até o ponto em que desejar, e então neutraliza a Oscilação Rítmica pendular que tenderia a arrastá-lo ao outro pólo.


Todos os indivíduos que atingiram qualquer grau de Domínio próprio executam isto até um certo grau, mais ou menos inconscientemente, mas o Mestre o faz conscientemente e com o uso da sua Vontade, atingindo um grau de Equilíbrio e Firmeza mental quase impossível de ser acreditado pelas massas populares que vão para diante e para trás como um pêndulo. Este Princípio e o da Polaridade foram estudados secretamente pelos Hermetistas, e os métodos de impedi-los, neutralizá-los e empregá-los formam uma parte importante da Alquimia Mental do Hermetismo.

236 visualizações
CONTATO:
INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVIDADES!

© 2018 - Este site foi desenvolvido por Axioma e todo o seu conteúdo está protegido pela lei dos direitos autorais.